Blog CIMATEC

Atualize-se com conteúdos relacionados ao universo da Tecnologia, Inovação e Engenharia.

Como a Tecnologia pode Contribuir para a Sustentabilidade dos Recursos Hídricos?

Compartilhe:
Box_Edit

Em um mundo cada vez mais preocupado com soluções inovadoras e sustentáveis, pensar o papel da Indústria 4.0 neste processo é indispensável. Traçar horizontes para um futuro possível é, também, construir práticas de preservação e de renovação dos recursos naturais que temos hoje. 

Com os olhos do mundo voltados para a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021, a COP26, as mudanças climáticas e seus dramáticos efeitos na vida em sociedade ganharam ainda mais evidência.  

Os recursos hídricos surgem nesta conversa como vetores de discussões de extrema relevância, dado o grau de importância da água para a sobrevivência da vida na Terra. 

Segundo estudos do instituto Trata Brasil, elaborados a partir de informações do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, 39% da água potável que é captada em solo brasileiro é desperdiçada.  

Diante desse cenário, uma das estratégias verdes, responsáveis por unir produtividade e consciência ambiental, que podemos desenvolver, juntos, para preservar os recursos hídricos já existentes é o reúso de água. Vamos conhecer um pouco mais sobre ela? 

Reúso de Água 

Mesmo não tendo nenhum grau de ineditismo, as práticas de reuso de água seguem sendo revisitadas constantemente, sofrendo remodelações à medida que novos avanços tecnológicos passam a compor a Indústria. 

O tratamento de efluentes se dá através de equipamentos de alto nível, e acontecem, geralmente, por meio de três processos: aeróbios, quando são usados organismos que dependem do oxigênio para obtenção de energia, anaeróbios, quando parte da matéria orgânica é convertida em gases, e facultativos, quando são utilizados biofilmes, como os filtro biológicos. 

Para corresponder às necessidades da Indústria 4.0, cada vez mais dedicada à eficiência sustentável, diversas empresas vêm implementando tais práticas em suas dinâmicas. 

Nesta perspectiva, uma das práticas que podemos destacar é a integração interplant entre água e energia, que gera uma influência mútua entre diferentes empresas, inseridas em um polo ou parque industrial. 

Este processo caracteriza-se, também, por outra atividade disruptiva: a criação de um eco-complexo, onde empresas se transformam em verdadeiras fornecedoras e consumidoras, num intercâmbio de água e energia, adotando os papéis de cliente e fornecedora. 

Práticas como as citadas fundamentam a redução do impacto ambiental negativo de diversos setores da indústria, estabelecendo processos mais sustentáveis e tornando possível a construção de um futuro. 

*Este artigo é baseado no texto “Sustentabilidade na Indústria”, de Ewerton Calixto, Professor Adjunto de nosso Centro Universitário. Para ter acesso a ele, clique aqui . 

Postagens

Relacionadas

Onde

Estamos

Av. Orlando Gomes, 1845 Piatã, Salvador - BA,41650-010

Veja no Google Maps

Entre em

Contato

Fale Conosco

contato@senaicimatec.com.br +55 (71) 3534-8090
Agende uma Visita

Envie uma Mensagem

SENAI Cimatec 2016 - Todos os direitos reservados.