Notícias

PROJETO NA@MO: CIMATEC participa do desenvolvimento de Nanoscópio

Compartilhe:
Card_Naamo_Redes_2

O SENAI-CIMATEC uniu-se a UFMG, numa parceria financiada pela EMBRAPII e CODEMGE, para desenvolver conjuntamente um protótipo funcional, pré-comercial, de um equipamento inovador na área de nanotecnologia, compondo o escopo do projeto NA@MO.

O desenvolvimento desse equipamento, o nanoscópio, foi iniciado há mais de 10 anos no Laboratório de Nanoespectroscopia da UFMG – LabNS. Atualmente, um esforço disruptivo está sendo dispendido em direção à industrialização desse equipamento de alta complexidade pelas duas Unidades EMBRAPII. O SENAI-CIMATEC está sendo responsável pelo desenvolvimento do hardware e o DCC-UFMG, pelo desenvolvimento do software.

O nanoscópio é um equipamento capaz gerar imagens da topografia e composição de materiais com resolução na escala nanométrica, ou seja, em milionésimos de milímetro. A caracterização de materiais na escala de átomos e moléculas permite entender e modificar as propriedades desses materiais. Esse é o caso da supercondutividade do grafeno, que foi elucidado pelo grupo do LabNS com ajuda do nanoscópio, trabalho este que recentemente ganhou destaque na capa da conceituada revista Nature.

Para conseguir as imagens com resolução muito além da microscopia óptica tradicional, o nanoscópio utiliza uma nanoantena metálica. O acoplamento dessa nanoantena com o campo elétrico de um laser permite uma interação muito mais forte com o material na região próxima à nanoantena. Isso resulta em dois benefícios importantes: aumento da eficiência e resolução do espalhamento Raman, um efeito óptico importante que gera luz num comprimento de onda diferente da excitação, cujo espectro traz informação sobre a composição química e configuração do material. A varredura da nanoantena sobre a amostra permite a construção de uma imagem ponto à ponto que reflete as características físico-químicas da amostra com resolução dada pelo diâmetro do ápice da nanoantena.

O protótipo pré-comercial em desenvolvimento possui uma estrutura mecânica de alta estabilidade e eletrônica sofisticada capazes de manter e controlar o posicionamento da amostra, laser e nanoantena dentro dos limites necessários para aquisição dos dados com a resolução nanométrica. O software desenvolvido faz a interface com o hardware e gera automaticamente as imagens com os dados obtidos, em diversas configurações diferentes que podem ser específicadas pelo operador. A análise dessas imagens é facilitada por uma gama de ferramentas disponíveis no software. Esta automatização do processo de operação do nanoscópio e análise dos dados gerados são um passo crucial no caminho para tornar o nanoscópio um produto comercial sem similar no mercado nacional e competitivo no mercado global. É uma contribuição importante para a criação de um ecossistema tecnológico nacional para o avanço da nanotecnologia responsável por inovações nas mais diversas indústrias, como biomédica, farmacêutica, semicondutores, energia, defesa e vestuário.

Multimídia

Todos Fotos Vídeos

Onde

Estamos

Av. Orlando Gomes, 1845 Piatã, Salvador - BA,41650-010

Veja no Google Maps

Entre em

Contato

Fale Conosco

contato@senaicimatec.com.br +55 (71) 3534-8090
Agende uma Visita

Envie uma Mensagem

SENAI Cimatec 2016 - Todos os direitos reservados.