Notícias

Shell Brasil, SENAI CIMATEC e Sonardyne firmam parceria em projeto de monitoramento sísmico 4D de baixo custo

Compartilhe:
Divulgação ShellDivulgação Shell

O pré-sal brasileiro oferece desafios diários na exploração, desenvolvimento e produção, e a Shell Brasil segue investindo em tecnologias para tornar o trabalho cada vez mais eficiente. A empresa de energia assinou recentemente uma parceria com o SENAI CIMATEC e a Sonardyne para desenvolver um novo sistema de monitoramento sísmico: “On Demand Ocean Bottom Node – OD OBN” (Nó de solo marinho sob demanda – em português).

Para o líder técnico da área de Desenvolvimento de Produtos Industrias do SENAI CIMATEC, Valter Beal, o projeto OD OBN possui desafios tecnológicos interessantes. “Este poderá ser uma das primeiras missões comerciais de outro projeto desenvolvido pelo SENAI CIMATEC, o Flatfish. O OD OBN possui diferentes tecnologias que precisam ser integradas, mas acima de tudo, desempenhar operacionalmente sua missão com a precisão necessária para a sísmica 4D ao longo de 5 anos. Esperamos entregar os primeiros 10 protótipos em menos de 24 meses”, explica Beal.

A principal diferença para os equipamentos já existentes será a autonomia dos novos nós que ficarão residentes por longos períodos no solo marinho. Não serão necessárias intervenções, como a conexão para extração de dados ou a substituição da bateria durante todo o período de cinco anos em que estiver instalado no leito marinho, permitindo uma redução dos custos de operação. Eles se comunicarão, sem fio, com veículos subaquáticos como o FlatFish, gerando uma efiência operacional que eliminará as dificuldades na implantação da tecnologia de monitoramento 4D, vitais no desenvolvimento e na capacidade de produção de um campo.

“Este é um projeto muito promissor, totalmente alinhado com a nova realidade da indústria de Óleo & Gás, que busca utilizar novas tecnologias para garantir uma operação segura, mais eficiente, e que tem um menor impacto no meio ambiente. A Shell tem o Brasil como um importante centro para captação de parceiros e desenvolvimento tecnológico, e temos certeza que a parceria com o SENAI CIMATEC e a Sonardyne será muito bem-sucedida”, destacou Jorge Lopez, gerente de P&D da Shell.

O projeto está dividido em três fases principais: desenvolvimento (incluindo o design e os testes iniciais de protótipos do novo nó), fabricação em escala piloto e a implantação em um campo de teste do pré-sal.

A parceria entre Shell Brasil, SENAI CIMATEC e Sonardyne é parte do programa de incentivo à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação no Brasil, promovido pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Multimídia

Todos Fotos Vídeos

Onde

Estamos

Av. Orlando Gomes, 1845 Piatã, Salvador - BA,41650-010

Veja no Google Maps

Entre em

Contato

Fale Conosco

contato@senaicimatec.com.br +55 (71) 3534-8090
Agende uma Visita

Envie uma Mensagem

SENAI Cimatec 2016 - Todos os direitos reservados.